O trabalho realizado pela Sasazaki foi reconhecido na quarta edição do Prêmio Melhores Empresas para Trabalhadores com Deficiência, criado para valorizar iniciativas participativas, produtivas e igualitárias, que contribuem para uma economia sustentável e humanizada

 

Com foco na defesa dos direitos e promoção da inclusão social e cidadania das pessoas com deficiência, segmento que soma 45,6 milhões no Brasil e mais de 9 milhões no Estado de São Paulo, a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo realizou no dia 7 de dezembro, no Palácio dos Bandeirantes (SP), a cerimônia e entrega do Prêmio Melhores Empresas para Pessoas com Deficiência.

A Sasazaki – líder na fabricação de portas e janelas de aço e alumínio, com sede em Marília/SP – foi selecionada entre as 15 finalistas do Prêmio, na categoria Grandes Empresas. “Estar entre as melhores empresas, em função do programa de inclusão que realizamos é parte de nosso processo de aprendizado e crescimento em melhores práticas. Buscaremos sempre honrar o termo ‘ultrapassando gerações’ presente em nossa missão, de forma que nossa participação inspire outras companhias a desenvolverem programas com o princípio de aumentar o índice de contratação de pessoas com deficiência, favorecendo a inclusão e motivando transformações culturais e de conceitos nas organizações”, declara Francisco Carlos Verza, CEO (Chief Executive Officer) da Sasazaki.

Atualmente, a Sasazaki possui em seu quadro de colaboradores 33 funcionários com deficiência – física, auditiva, visual e intelectual -, sendo que um deles já está na indústria há mais de 22 anos. A maioria atua no setor produtivo. “Sempre trabalhamos para oferecer um ambiente mais inclusivo e acessível a todos os tipos de deficiência, contribuindo para o aumento da empregabilidade desses profissionais na cidade de Marília e região. Além de valorizar os colaboradores e reconhecer o trabalho feito na empresa, a indicação a este Prêmio contribui com a desmistificação dos preconceitos e visões distorcidas acerca das potencialidades e habilidades dessas pessoas”, comenta Verza.

Ações inclusivas

A Sasazaki valoriza o processo de inclusão de pessoas com deficiência, seja ela auditiva, monocular, física, etc., fazendo com que todos ocupem cargos como qualquer outro profissional e concorram de forma igualitária nos processos seletivos. Funcionários com deficiência auditiva, por exemplo, possuem um tutor que atua em reuniões, treinamentos internos e DDS’s (Diálogo Diário de Segurança), auxiliando na tradução, leitura e interpretação dos comunicados. Uniformes de cor diferenciada foram adotados para melhorar a identificação e segurança de quem possui deficiência e, além disso, máquinas e equipamentos ganharam itens de proteção, que garantem a segurança de todos. Um vídeo foi desenvolvido para psicoeducar os colaboradores e eliminar práticas não assertivas no convívio entre os profissionais.

Com o objetivo de estimular o potencial e proporcionar um ambiente participativo, a Sasazaki realiza diversas ações internas, entre elas, o almoço com presidente, que estabelece um canal de comunicação mais transparente com os funcionários. A empresa também promove treinamentos internos, formulados e administrados pelos próprios funcionários da empresa; e eventos nas principais datas comemorativas com objetivo de valorizar os colaboradores e aproximar seus familiares das atividades da empresa.

Além disso, oferece bolsa auxílio para cursos de nível superior, MBA e de idiomas, que pode chegar até 100% do valor da mensalidade, e promove campeonatos internos, para proporcionar recreação, lazer e prática de esportes amadores, gerando maior interação entre os participantes. “O objetivo das ações em benefício aos colaboradores com deficiência é proporcionar o sentimento de pertencer e, acima de tudo, o respeito, pois estes são alguns dos valores defendidos pela empresa”, conclui o CEO da Sasazaki.