Portas e janelas e os cuidados com as crianças
Optar por esquadrias fabricadas em conformidade com as regulamentações vigentes evita acidentes com portas e janelas
 
 
 
O mês é da criança, mas, além de comemorar, o período é propício para chamar a atenção de pais e cuidadores para a segurança dos pequenos. Embora não haja dados oficiais atuais, todos os anos são registrados graves acidentes causados por portas e janelas, envolvendo crianças. Alguns casos resultam em sequelas permanentes ou mortes, que poderiam ser evitadas se todos os produtos disponíveis no mercado tivessem a qualidade e a segurança exigidas.
 
Uma campanha de conscientização lançada pela Associação Brasileira das Indústrias de Portas e Janelas Padronizadas (ABRAEsP) em 2019 alertava que nos últimos anos já haviam sido registrados mais de 300 acidentes graves, incluindo 10 mortes.
 
Produtos fora de parâmetros, assim como a má instalação das esquadrias, podem apresentar diversos problemas, como:
 
  • entrada de água e ar indesejados, mesmo com a esquadria fechada, o que pode causar desconforto, umidade excessiva e problemas respiratórios;
 
  • baixa resistência a ventos, o que pode fazer as folhas se desprenderem do guia da janela ou provocar quebras de vidros, situações que expõem os usuários a risco grave de acidentes, além de causarem dano patrimonial.
 
  • janelas tipo Maxim-ar sem limitador de abertura, que permitem a abertura de grandes vãos e a passagem de uma criança;
 
  • Portas com vidro comum em toda sua extensão: A aplicação do vidro de segurança abaixo de 1,10, além de obrigatório, garante maior segurança ao usuário em caso de acidentes com choque no vidro
 
A fabricação de esquadrias deve atender aos critérios da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) por meio das normas NBR 10821 (avaliação de desempenho e classificação de esquadrias para edificações) e NBR 15575 (sobre o desempenho das edificações habitacionais), regulamentos do Inmetro e Código de Defesa do Consumidor.
 
 
Cuidados regulares
Sujeitas a intempéries e ao desgaste mecânico, as estruturas das esquadrias, vidros, fixadores, componentes plásticos ou emborrachados tendem a se deteriorar com o tempo e precisam de ajustes, lubrificação ou trocas periódicas, que garantam o desempenho adequado dos produtos e a segurança para os usuários.
 
As manutenções preventivas ou consertos devem ser feitos conforme a orientação do fabricante certificado e por pessoas habilitadas, com peças de reposição também certificadas. Na limpeza, devem ser utilizados produtos adequados para esta finalidade e que não causem travamento e ressecamento dos componentes. A linha de limpadores Saz Clean, da Sasazaki, foi desenvolvida especialmente para limpar e proteger as esquadrias, tanto as partes metálicas, como os vidros de portas e janelas.
 
 
Atenção aos vidros
Outro componente que merece atenção são os vidros. As crianças tendem a se apoiar nas janelas e vidros, daí a importância de checar se não estão frouxos, trincados ou lascados. As características dos vidros estão especificadas em norma - ABNT NBR 7199 – Vidros na construção civil -, que indica a espessura e o tipo mais indicado para cada aplicação.
 
Em caso de substituição dos vidros, é preciso observar qual a melhor opção: os vidros comuns; temperados, que não formam cacos pontiagudos quando quebrados, ou dos laminados, cujos estilhaços ficam presos a uma película interna, além do fixador mais indicado (massa de vidraceiro ou silicone).
 
Cuidados complementares
Todo o cuidado é pouco com as crianças, curiosas por natureza. A organização não governamental “Criança Segura” destaca que as quedas são, hoje, a principal causa de internação por acidentes de crianças e adolescentes de até 14 anos e somaram, em 2019, 52.613 casos.
 
Para a segurança física e patrimonial, diversos modelos de portas e janelas da Sasazaki possuem grades que, por respeitarem as normas de esquadrias vigentes, evitam acidentes.
 
Ainda assim, a instalação de redes de proteção nessas áreas contribui para aumentar a proteção às crianças, especialmente em apartamentos. É importante, ainda, não deixar móveis próximo às janelas e sacadas para que as crianças não subam e acessem os vãos ou debrucem com facilidade em parapeitos.

Compartilhe: Gostou? Então Compartilhe!
ARTIGOS RELACIONADOS
Av. Eugênio Coneglian, 1060 - Distrito Industrial
CEP 17512-900 - Marília - SP - Brasil

Atendimento ao consumidor: 0800 717 9922
Atendimento ao lojista: 0800 769 9000
Telefone empresarial: +55 (14) 3402-9922
contato@sasazaki.com.br
Visite nossas
redes sociais ;)
Somos a maior indústria de Portas e Janelas da América Latina e líderes de mercado no Brasil. | Política de Privacidade

Este site utiliza cookies para otimizar a sua experiência de navegação. Ao continuar navegando, consideramos que você está de acordo com a nossa Política de Privacidade. Para mais informações, clique aqui.