Pesquisa da Anamaco aponta a Sasazaki como melhor fabricante dos segmentos Portas e Janelas de Aço e de Alumínio do Brasil

 

A Sasazaki comemora as premiações recebidas na 26ª edição do Prêmio Anamaco, que aponta os melhores fabricantes do setor de material de construção do Brasil, conforme a opinião dos lojistas. Os resultados foram apurados pelo Instituto de Pesquisa Anamaco – Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção.

A empresa recebeu o Prêmio Máster no segmento Portas, Janelas e Esquadrias de Aço, pois conquistou o 1º lugar nas duas categorias pesquisadas: Pulverização (lojistas de pequeno e médio porte) e Grandes Clientes (grandes revendas e Home Centers).

No segmento Portas e Janelas de Alumínio, conquistou o 1º lugar na categoria Grandes Clientes e o 2º lugar em Pulverização. Os troféus foram entregues no dia 26 de setembro, no Espaço das Américas, em São Paulo (SP), e o evento reuniu representantes da indústria, do comércio e de entidades setoriais.

A pesquisa do Prêmio Anamaco 2016/2017 foi realizada com 1654 lojistas de material de construção de pequeno, médio e grande portes de todos os Estados brasileiros, que avaliaram os fornecedores do setor em cinco critérios – Preço, Atendimento ao Ponto de Venda, Orientação Técnica, Qualidade Logística e Avaliação Geral.

Com uma longa história de sucesso, a Sasazaki busca contribuir com a evolução do setor de material de construção e está sempre em sintonia com as tendências. De acordo com Alberto Gomes Ruiz, Gerente Nacional de Vendas da empresa – Segmento Varejo, o resultado é fruto de um trabalho feito com seriedade e objetividade.

“Ao desenvolver soluções inovadoras, com criatividade, tecnologia e qualidade, a Sasazaki tem como preocupação a satisfação dos clientes e consumidores, que estarão em contato com os produtos no seu dia a dia. Conquistar a lembrança dos lojistas é prova de que os investimentos destinados às diversas áreas da empresa foram acertados. O resultado da pesquisa mostra que acertamos na estratégia, que terá continuidade neste ano e nos próximos anos”, comenta Ruiz.